quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Hospital de S. Lázaro de Coimbra


                                                  Fonte: acercadecoimbra.blogs.sapo.pt

Esta casa assistencial foi fundada no início do século XIII, fora do núcleo principal da cidade, entra as atuais Av. Fernão de Magalhães e Rua da Figueira da Foz. Desde o reinado de D. Sancho I foi uma instituição que contou com o apoio de vários monarcas. Isto permitiu o desenvolvimento do serviço e da estrutura hospitalar, melhorando consequentemente a prestação de cuidados de saúde aos leprosos. 

Pelo decreto pombalino de 15 de abril de 1774, o Hospital de S. Lázaro foi incorporado, com todos os seus bens, nos Hospitais da Universidade de Coimbra. Na segunda metade do século XIX, o edifício original do hospital foi abandonado e os serviços foram transferidos. Em 1853, foram instalados na Alta da cidade, mais propriamente, no Colégio dos Militares localizado no espaço do atual Departamento de Matemática e Largo de D. Dinis. 

Com a extinção das Ordens, o edifício colegial de S. Bento de Avis e da Ordem de Santiago de Espada - destinado aos alunos que vinham estudar Teologia e Direto Canónico - foi entregue à Universidade que assim o usa para a instalação do hospital. 

Já no século XX ele é demolido no processo da criação da Cidade Universitária de Coimbra. As estruturas do primeiro hospital, em ruínas desde o seu abandono, ainda são visíveis na Azinhaga dos Lázaros. 


Fábio Monteiro

Turismo UC 



Bibliografia: 

ROCHA, A. (2011) A institucionalização dos leprosos: o Hospital S. Lázaro de Coimbra nos séculos XIII a XV. Dissertação de Mestrado em História da Idade Média. Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Coimbra. 

LOPES, M. (2012). Os hospitais de Coimbra e a alimentação dos seus enfermos e funcionários (meados do séc. XVIII - meados do séc. XIX). In SILVA, C. coord. História da saúde e das doenças. Lisboa. Ed. Colibri 

www.monumentos.gov.pt/site/app_pagesuser/SIPA.aspx?id=17413

Sem comentários:

Publicar um comentário