segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Capela de São Miguel - O Retábulo do Altar Mor


A Capela de São Miguel, outrora Capela Real, foi reconstruída, substituindo um pequeno oratório, no século XVI. No seu interior encontramos uma fusão de estilos arquitetónicos, que resultaram das várias intervenções realizadas. 

Destacamos, neste breve apontamento, o imponente retábulo que reveste a totalidade do topo da capela-mor e que é considerado uma obra-prima do maneirismo português, datando do princípio do século XVII. 

Todo o retábulo é ornamentado em talha dourada, apresentando um grande trono central e pinturas sobre a vida de Cristo. 

O projeto do retábulo principal pertence a Bernardo Coelho, artista de Lisboa. A obra foi realizada pelo escultor Simão da Mota entre 1611 e 1613. 






Em 1613 Simão Rodrigues e Domingos Vieira pintaram os 5 painéis maneiristas sobre vida de Cristo que se encontram no retábulo: os painéis superiores representam o nascimento de Jesus e a Adoração dos Reis Magos; os painéis da parte inferior representam a Ressurreição e o aparecimento de Cristo à Virgem. Em baixo, ocupando aparte central, está representada a Última Ceia. Estão, também, representados nas laterais os bustos de São Pedro e São Paulo – dois dos principais discípulos. 

As pinturas do retábulo são um dos mais importantes conjuntos da pintura maneirista portuguesa, mostrando o que o estilo alcançava no final do século XVI e no inico do século XVII.

Diana Ferreira

Fonte  Dias P. & Gonçalves A.N. (sd) O património Artístico da Universidade de Coimbra 2ª Edição G.C – Gráfica de Coimbra, Lda.