segunda-feira, 2 de abril de 2018

Sala das Armas

A Sala das Armas obtém o seu nome por ser o local onde se guardam as armas (alabardas) da Guarda Real Académica. Podemos observar as alabardas utilizadas pelos Archeiros, as Maças dos Bedéis de cada uma das faculdades e o ceptro do Guarda-Mor. Ainda hoje, as cerimónias oficiais são acompanhadas pelos Archeiros, que organizam uma “guarda de honra”.

Nesta sala destaca-se, ainda, um friso de azulejos do séc. XVIII, com motivos quotidianos de inspiração flamenga, e o teto do séc. XIX, que apresenta as armas portuguesas e também uma representação das ciências, talvez a Matemática e a Química, em cada um dos seus topos.

Contígua a esta sala está a sala Amarela, onde se reunia a Congregação da Faculdade de Medicina, uma sala reformada também durante o séc. XIX e local onde começa o desfile dos Lentes para a cerimónia de Abertura do Ano Letivo. Podem também observar-se os retratos dos Reitores do final do séc. XIX e início do séc. XX. Esta é a primeira de três salas, sendo as outras duas a Sala Azul – representativa das Ciências – e a Sala Vermelha, a atual Sala do Senado, onde os convidados ilustres da Universidade são recebidos pelo Magnífico Reitor e a sua equipa.


Sem comentários:

Enviar um comentário